Últimas

www.
Home / Notícias / Empresas / Veja os principais erros que os e-commerces precisam evitar para lucrar na Black Friday 2020
Veja os principais erros que os e-commerces precisam evitar para lucrar na Black Friday 2020

Veja os principais erros que os e-commerces precisam evitar para lucrar na Black Friday 2020

Desde quedas em servidor, falta de comunicação com clientes e até falhas nas entregas, os erros cometidos e o que fazer para evitá-los

A Black Friday está chegando e segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com o Neo Trust-Compre & Confie, a expectativa é que haja um aumento das vendas em 77% ao comparar com o mesmo período em 2019. O varejo faturou R$3,2 bilhões de reais no ano passado nesse mesmo período e por isso, os comerciantes vão precisar se ater a alguns erros comumente cometidos se quiserem aproveitar esta Black Friday para lucrar.

Pensando nisso, Carlos Pereira Lopes, diretor de tecnologia da Raccoon, empresa de marketing digital elencou os erros mais comuns cometidos pelos e-commerces e o que fazer para consertá-los a tempo para a semana da Black Friday.

1) Site e servidores instáveis

Ao levarmos em conta que o perfil do consumidor mudou em decorrência da pandemia e houve um aumento de mais de 40% de atividade online nos últimos seis meses, vai ser preciso assegurar que o site e os servidores estejam prontos para atender a demanda de compras da Black Friday.

“Esse é um dos principais erros cometidos pelos e-commerces que costumam focar na estratégia de divulgação, mas esquecem de reforçar o servidor para suportar o aumento de tráfego numa época como a Black Friday. Logo, sites e servidores instáveis, que impedem os consumidores de concluir suas compras ou ainda que acarrete em qualquer outro tipo de problema, como compras duplicadas, por exemplo, devem ser evitados a todo custo”, analisa Carlos.

2) Atenção às fraudes 

Em outubro, foi publicado um estudo sobre tentativas de fraude em e-commerces que apontou que o custo médio de um ticket fraudulento é o dobro daquele que é obtido através de compras legítimas. Isso significa que os comerciantes precisam estar atentos a criptografia e segurança dos sites a fim de evitar isso.

“Existem alguns passos que o comerciante pode dar para evitar ter prejuízo durante a Black Friday. A começar aumentando o nível de segurança no ato de login dos usuários, treinamento mais intensivo com a equipe de atendimento a fim de evitar roubos de identidade, pesquisar quais os golpes mais comuns e por último, mas não menos importante, assegurar uma política melhor de segurança para o seu site e entender que o que serve ao concorrente, pode não necessariamente ser a melhor opção para você”, conta o diretor.

3) Não criar estratégias omnichannel 

Em decorrência da pandemia, sabemos que o perfil dos consumidores mudou, está mais omnichannel e não apostar nessa nova tendência é certamente um grande erro. Os clientes querem ter a certeza de que vão poder aproveitar melhor as ofertas da Black Friday e saber conciliar os dois canais – online e offline – é uma boa maneira de atrair os clientes que vão poder continuar realizando as suas compras online. Um exemplo é a de compras assistidas do whatsapp ou direto no próprio site, porém, com a opção de retirada em loja.

————————————————————————————————————————————————————

VEJA: Cores escuras para relaxar e concentrar

————————————————————————————————————————————————————

4) Falhas na entrega

De acordo com o Procon-SP, o número de reclamações relacionadas a problemas de entregas de compras online feitas no início do ano até outubro subiu 208% ao comparar com o ano inteiro de 2019. As modalidades de envio costumam estar entre as prioridades dos consumidores ao realizar uma compra. É necessário que o e-commerce possa oferecer opções atrativas como frete grátis, entrega expressa ou até mesmo incluir a retirada em loja, caso seja possível.

5) Fazer mudanças fora de sintonia com a marca

A princípio, este erro pode parecer meio estranho, mas é justamente um erro meio abstrato que muitos e-commerce cometem em épocas como a Black Friday. O comerciante precisa ficar atento às tendências do mercado, às mudanças de comportamento do consumidor, porém, sempre olhando para dentro e buscando encaixar essas novidades com a proposta da sua marca. Além do mais, fazer muita coisa ao mesmo tempo vai acarretar numa má qualidade de serviço prestado como um todo e eventualmente, gerar mais prejuízo do que lucro.

Sobre a Raccoon

Fundada em 2013 pelos administradores André Palis e Marco Tulio Kehdi, ex-executivos do Google, a Raccoon é uma das maiores agências de marketing digital do País. A empresa nasceu a partir da percepção dos sócios enquanto atuavam no Google de que o mercado publicitário em geral entrega resultados abaixo das expectativas e sem alinhamento com a estratégia de negócio do cliente. Foi então que tomaram a decisão de montar uma agência de marketing composta integralmente por profissionais de exatas de universidades públicas e de criar processos de excelência que gerassem resultados concretos capazes de impactar verdadeiramente o negócio do cliente.

Para viabilizar a ideia, Palis e Kehdi montaram sua sede em São Carlos, no interior de SP, e absorveram engenheiros de instituições como Universidade de São Paulo (USP) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o que garantiu uma equipe altamente qualificada e, por consequência, competitividade de mercado. Seis anos mais tarde, a escolha se comprovou acertada: a Raccoon hoje é responsável pelo marketing digital de mais de 150 grandes players do mercado nacional e internacional como Natura, Vivara, Leroy Merlin, entre outros. Essa carteira é atendida por mais de 550 colaboradores, que atuam em cinco frentes: mídias de performance, mídias sociais, business intelligence, TI e inbound marketing.

Os cases de sucesso garantiram ainda uma série de premiações para a empresa. A Raccoon foi eleita por quatro vezes consecutivas – de 2015 à 2018 – a melhor agência de marketing de performance do Brasil pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), recebeu o prêmio de melhor agência da América Latina no Google Premier Partner Awards (2017) em duas categorias – sendo Top 3 do Mundo em uma delas –, e ficou em 4º lugar na sexta edição do prêmio Great Place to Work na categoria “Agências de Comunicação”, no mesmo ano. A empresa recebeu o prêmio de melhor agência das Américas no Google Premier Partner Awards em dois anos consecutivos. Em 2018, na categoria Display Innovation e em 2019 nas categorias Shopping e App. A agência também foi eleita agência do ano no Microsoft Advertising Agency Awards 2019. Mais informações: https://www.raccoon.ag/

 

 

 

Por Melissa Andrade

Imagem: Ilustração

 

 

 

Envie informações, fotos, vídeos, novidades, lançamentos, denúncias e reclamações para a equipe do Grupo Multi pelo WhatsApp 11 9 9511.5824, por e-mail no redacao@grupomultimidia.com.br ou entre em contato pelo (41) 3235.5015.

About Mega Moveleiros

Avatar
Portal de notícias e negócios para marcenarias, indÚstrias e revendas do setor moveleiro no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top