Últimas

www.
Home / Notícias / Economia / Produção de móveis no RS tem queda em setembro, mas acumulado do ano registra alta
Produção de móveis no RS tem queda em setembro, mas acumulado do ano registra alta

Produção de móveis no RS tem queda em setembro, mas acumulado do ano registra alta

A perda foi de 2,2% na comparação com agosto, enquanto de janeiro a setembro a soma ficou positiva em 3,6%

O mês de setembro registrou a produção de 7,4 milhões de peças de móveis no estado do Rio Grande do Sul, o que resultou em queda de 2,2% em relação a agosto. No entanto, no acumulado do ano, a produção industrial no Estado cresceu 3,6%, assim como alta de 1,2% nos últimos doze meses de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os dados estão no relatório ‘Conjuntura e comércio externo do setor de móveis no Brasil’, do IEMI – Inteligência de Mercado, encomendado pela Associação das Indústrias de Móveis do Estado do Rio Grande do Sul (Movergs).

Exportações

A boa notícia fica por conta das exportações. Em outubro, houve crescimento de 23,0%, resultando em US$ 21,2 milhões.

Santa Catarina (33,7%) e Rio Grande do Sul (32,9%) se destacam nas duas primeiras colocações, seguidas por São Paulo com 14,5% dos valores exportados e e Paraná com 13,2%. Os três estados do Sul do Brasil são responsáveis por 79,8% dos valores exportados em outubro de 2018.

Como países de destino das exportações de móveis do Rio Grande do Sul em outubro, o Peru está em primeiro lugar, com 16,5% dos valores exportados em outubro, seguido pelo Reino Unido com 13,7% e pelo Uruguai, com 12,4%.

No acumulado de 2018, de janeiro a outubro, os três estados da região Sul foram os maiores exportadores de móveis do Brasil. Juntos, Santa Catarina (39,7%), Rio Grande do Sul (27,2%) e Paraná (13,6%), totalizaram 80,5% das exportações brasileiras de móveis. Na região Sul apenas o estado do Paraná apresentou queda (-1,7%) no valor exportado nos 10 primeiros meses do ano frente ao mesmo período de 2017. Santa Catarina foi o estado que apresentou maior crescimento, 19,7%, seguido por Rio Grande do Sul, crescendo 5,7%.

Consumo aparente

Quanto ao consumo aparente de móveis no estado do Rio Grande do Sul, o volume em setembro foi de 6,8 milhões de peças, queda de 3,5% com relação a agosto. No acumulado do ano até setembro houve alta de 2,5%.

Para o presidente da Movergs, Rogério Francio, o setor moveleiro ainda passa por altos e baixos durante 2018, reflexo de uma série de fatores ocorridos nos últimos anos e meses. “Apesar de em alguns meses registrarmos quedas na produção e venda, é importante ressaltarmos que no acumulado  do ano estamos fechando no azul, o que é muito bom para entrarmos em 2019 com boas expectativas. Não podemos deixar de exaltar os bons resultados das exportações, o que tem contribuído significativamente para a saúde financeira de muitas indústrias”, destaca.

 

 

Por Rosângela Longhi | Adriana Silva Comunicação & Conteúdo

Imagem: Rawpixel.com

About Mega Moveleiros

Portal de notícias e negócios para marcenarias, indÚstrias e revendas do setor moveleiro no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top