Últimas

www.
Home / Notícias / Economia / Intuit dá dicas para os empreendedores que desejam voltar ao Simples Nacional
Intuit dá dicas para os empreendedores que desejam voltar ao Simples Nacional

Intuit dá dicas para os empreendedores que desejam voltar ao Simples Nacional

As microempresas e microempreendedores individuais excluídos do Simples Nacional em 1º de janeiro de 2018 poderão retornar ao regime especial de arrecadação de tributos, até o dia 15 de julho, na Secretaria Especial da Receita Federal do Brasil (RFB). A decisão foi oficializada pela Lei Complementar nº 168.

É importante lembrar que as empresas que saem do Simples começam a pagar, em média, 40% mais impostos de uma única vez, por isso as empresas que conseguirem retornar para o regime tributário Simples Nacional devem ficar atentas com a sua documentação, para não correr o risco de sair novamente. A Intuit, empresa de sistemas para gestão financeira multinacional do Vale do Silício, dá 5 dicas de organização importantes para evitar correr novo risco.

Cadastro errado

A exclusão do Simples Nacional pode ocorrer por motivos diferentes, entre eles erro de dados no cadastro. Certifique-se que informações como dados trabalhistas, fiscais, previdenciários.

Documentos a menos:

A falta de documentos, como a emissão de nota fiscal mensal, cupons relacionados a despesas operacionais; cópia dos comprovantes de pagamentos de impostos e encargo por exemplo, também pode levar sua empresa a sair do Simples Nacional. Fique atento para os documentos necessários.

Faturamento a mais:

Para fazer parte do Nacional Simples fique atento ao limite máximo de faturamento. A receita bruta é de R$ 4,8 milhões por ano, o que equivale a uma média mensal de R$ 400 mil de receita. Se você é Microempresa pode faturar até R$ 360 mil ao ano, se é PME R$ 4,8 milhões ao ano.

Dever impostos

Mesmo optando por permanecer no Simples Nacional, o MEI não precisa pagar impostos federais (IRPJ, PIS, Cofins, IPI e CSLL), mas é necessário estar em dia com o INSS a 5% do salário mínimo; o ICMS à R$1 (Comercio e Indústria) e o ISS.

Cobranças parceladas em aberto

Para permanecer no Simples Nacional, a empresa não pode ter pendências fiscais, incluído débitos. É possível regularizar a empresa junto ao fisco. Uma alternativa é o parcelamento de débitos, no entanto é essencial manter os pagamentos em dia.

Sobre a Intuit

Intuit desenvolve sistemas de gestão financeira que simplificam e impulsionam os negócios de micro e pequenas empresas, além dos de profissionais autônomos. O portfólio de produtos da empresa no Brasil é da família QuickBooks, que tem mais de 4 milhões de usuários ao redor do mundo. Os sistemas do Brasil incluem: QuickBooks OnlineQuickBooks ZeroPaperQuickBooks MEI e QuickBooks para Contadores.

Fundada em 1983, nos Estados Unidos, a companhia emprega cerca de 8 mil funcionários e registrou uma receita global de 6 bilhões de dólares no ano fiscal de 2018. Considerada pela Forbes uma das 100 empresas mais inovadoras do mundo, a Intuit está presente no Brasil desde 2015 e tem escritórios nos cinco continentes, em países como Austrália, Canadá, Estados Unidos, Índia, Israel e Reino Unido.  Outras informações sobre a empresa estão no sitewww.quickbooks.intuit.com/br.

 

 

 

Por Malu Gonçalves

Imagem: Yanalya

About Mega Moveleiros

Avatar
Portal de notícias e negócios para marcenarias, indÚstrias e revendas do setor moveleiro no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top