Últimas

www.
Home / Notícias / Economia / Índice ABCR registra relativa estabilidade pelo segundo mês seguido
Índice ABCR registra relativa estabilidade pelo segundo mês seguido

Índice ABCR registra relativa estabilidade pelo segundo mês seguido

Fluxo de veículos leves também apresentou crescimento de 0,6%, enquanto o fluxo de veículos pesados evoluiu 0,7%

O índice ABCR de atividade referente a agosto de 2018 apresentou relativa estabilidade no comparativo com julho – taxa igual à observada no mês anterior – conforme os dados dessazonalizados. O índice que mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

“A pesquisa de agosto parece sinalizar a redução dos efeitos transitórios da greve de fim de maio sobre o fluxo pedagiado de veículos”, explica Thiago Xavier, analista da Tendências Consultoria. “O índice total apresentou em agosto leve queda de igual magnitude à observada em julho (-0,1%), na métrica dessazonalizada. A relativa estabilidade dos últimos meses, após a reversão parcial das perdas de maio em junho, sugere que o fluxo total de veículos se encontra um pouco abaixo do observado nos meses que antecederam a greve dos caminhoneiros”, explica ele.

Ainda na comparação mensal dessazonalizada, o índice de fluxo pedagiado de veículos leves apresentou crescimento de 0,6%, enquanto o de pesados evoluiu 0,7%, ambos em relação a julho. Os índices de fluxo total, leves e pesados são dessazonalizados de maneira separada, o que explica o fato de que nesta métrica, o índice total permaneceu relativamente estável enquanto os fluxos de leves e pesados apresentaram crescimento no mês.

“Os índices de fluxo total, leves e pesados são dessazonalizados de maneira separada, o que explica o fato de que nesta métrica, o índice total permaneceu relativamente estável enquanto os fluxos de leves e pesados apresentaram crescimento no mês. Em relação ao fluxo de pesados, essa elevação observada em agosto leva o índice a patamares próximos ao registrado antes da paralisação dos caminhoneiros”, comenta Xavier. “Em termos interanuais, com exceção do mês de maio em virtude da greve, o volume de veículos pesados foi positivo em todos os meses do ano, assim como verificado em agosto”, conta o analista.

Quanto ao fluxo de veículos leves, a alta é um movimento de recomposição gradual em menor intensidade (+0,6% em agosto, após +3,1% em julho e +3,3% em junho) posterior à queda de 11,6% em maio fruto da paralisação dos transportes de carga. “Apesar da sequência positiva dos últimos meses, o indicador segue abaixo do patamar observado antes da greve de maio, ao contrário do fluxo de veículos pesados, o qual já se encontra próximo ao patamar pré-greve”, esclarece Xavier.

Por Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias – ABCR

Imagem: @Fanjianhua

About Mega Moveleiros

Portal de notícias e negócios para marcenarias, indÚstrias e revendas do setor moveleiro no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top