Últimas

www.
Home / Economia / Entidades se articulam contra lei que pretende prejudicar economia do Planalto Norte
Entidades se articulam contra lei que pretende prejudicar economia do Planalto Norte

Entidades se articulam contra lei que pretende prejudicar economia do Planalto Norte

Projeto de lei do deputado Kennedy Nunes quer impedir que sejam transportados produtos considerados perigosos pela serra Dona Francisca

Representantes de Prefeituras, Câmaras de Vereadores e Associações Empresariais da região estiveram reunidos na manhã desta quinta-feira, em Rio Negrinho, para definirem uma pauta de ação contra o projeto de lei do deputado estadual Kennedy Nunes, que quer proibir que produtos considerados perigosos sejam transportados pela serra Dona Francisca.

A reunião foi articulada pelo prefeito de Rio Negrinho, Julio Ronconi, que critica veementemente o projeto de lei. “É uma ação que vai prejudicar e muito a economia dos municípios do Planalto Norte catarinense”, afirmou Julio. Segundo ele, é necessário que as entidades dos municípios da região se mobilizem.

O presidente da Associação Empresarial de São Bento do Sul, Jonathan Roger Linzmeyer, foi ainda mais enfático. “Querem quebrar o Planalto Norte. Há motivos obscuros por trás da criação desta lei”, assinalou ele, citando que há outras formas de melhorar a segurança na serra, como a ampliação do efetivo policial, melhora na sinalização, recuperação do asfalto, e a instalação de uma balança para impedir o excesso de peso. “Há uma série de opções, e não apenas proibir os caminhões”, completou Jonathan.

Pelo projeto de lei apresentado pelo deputado estadual, seria proibido o transporte de produtos considerados perigosos ou tóxicos por áreas de preservação permanente (APPs). Conforme ele justifica no projeto, em caso de acidente mananciais de água poderiam ser atingidos e comprometer o abastecimento de água, citando como exemplo Joinville, que é abastecida pelos rios Cubatão e Piraí, e que nascem na Serra Dona Francisca. “Seria mais importante dar mais segurança à Serra, do que proibir o transporte”, informou Julio.

Articulação política e empresarial

Durante a reunião, ficou definida que será feito amplo trabalho de articulação política e empresarial contra o projeto de lei, incluindo moções de repúdio por parte das Câmaras de Vereadores da região, e a entra de documentos na Assembleia Legislativa e no Governo do Estado, para que o projeto não prospere.

Participaram da reunião Willian Righetto (Presidente da Câmara de Rio Negrinho), Jonathan Roger Linzmeyer (Presidente da Associação Empresarial de São Bento do Sul), Gilmar Sanoski (Presidente da Associação Empresarial de Itaiópolis), Dennis Li Valle (Presidente da Associação Empresarial de Rio Negrinho), Peter Kneubuehler (Presidente da Câmara de Vereadores de São Bento do Sul), Carlos Alberto Nitz (Presidente da Associação Empresarial de Mafra), Adelino Denk (Secretário de Desenvolvimento Econômico de São Bento do Sul), Daguimar Nogueira (vereador de São Bento do Sul), Leandro Liberato (Secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio Negrinho), Leoni Fuerst (Secretária-executiva do Consórcio Intermunicipal Quiriri), e o prefeito de Rio Negrinho Julio Ronconi.

 

 

 

Por Fabiano Kutach

Imagem: Divulgação

About Mega Moveleiros

Avatar
Portal de notícias e negócios para marcenarias, indÚstrias e revendas do setor moveleiro no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top