Últimas

www.
Home / Notícias / Indústria Moveleira / De varanda à brinquedoteca
De varanda à brinquedoteca

De varanda à brinquedoteca

Com o crescente número de famílias vivendo em apartamentos, torna-se recorrente também a demanda dos pais pela transformação de varandas em espaços destinados à diversão dos filhos

Criança precisa de espaço para brincar e se desenvolver. Para conciliar tal necessidade com a vida de apartamento tão comum nos dias de hoje, uma situação tem se tornado tendência: a transformação de varandas em brinquedotecas. De acordo com a designer de interiores Melina Mundim, o mais importante na hora de executar este tipo de projeto é a atenção com a segurança. “Certifique-se que tenha janelas ou telas de segurança.

Um tapete de borracha é igualmente bem-vindo para o caso de possíveis quedas e para impedir a criança de brincar no chão frio. Além disso, o tapete também colore o ambiente”, enumera Melina.

Além da segurança, as arquitetas Lígia Jardim e Fernanda Sperb, do escritório Jardim & Sperb Arquitetura, ressaltam um outro aspecto fundamental deste tipo de ambiente: a praticidade. “O fundamental é que tenham estantes e armários para organizar o ambiente e bastante espaço livre para a criança poder brincar. Pisos práticos e laváveis são os ideais, como laminados ou porcelanatos. O mobiliário deve ser adequado às necessidades solicitadas pelos pais e se adaptarem à idade das crianças”, afirmam.

Projeto do escritório Jardim & Sperb Arquitetura, a varanda anexada ao quarto tem pisos diferenciados. Detalhe para a grande estante que ajuda a organizar os brinquedos da criança. Foto: Jomar Bragança

Melina Mundim acrescenta uma dica de organização: “As caixas de acrílico são excelentes nesses espaços, pois além de guardar os brinquedos, também permitem que eles fiquem à vista. O ambiente não precisa de muitos móveis, mas precisa ser confortável, com pufes para breves descansos ou leitura, por exemplo, e cortinas coloridas se houver incidência de sol. Evite imagens de personagens para que a criança deixe a imaginação mais livre para criar. Ter uma cabana também é ótimo e as crianças adoram”, sugere.

Como a varanda é um espaço conjugado a outro ambiente, as profissionais fazem sugestões sobre como manter a conexão da brinquedoteca com o ambiente ao qual ela está conectada.  “Como são ambientes integrados, o ideal é que estejam em sintonia, que sigam a mesma linguagem. Em um de nossos projetos, em que a varanda era junto ao quarto da criança, o piso foi um fator de diferenciação dos espaços porque foi uma incorporação feita depois que a moradora já estava no apartamento. Já no caso de varandas ao lado de salas, podemos manter o piso e usar tapetes emborrachados ou vinílicos. Além de estantes abertas, usamos, também, armários fechados para guardar as miudezas e o que não precisa aparecer. Essa é uma boa opção para que a família possa estar próxima às crianças, usando a sala, enquanto elas brincam na varanda”, indicam as arquitetas do escritório Jardim & Sperb Arquitetura.

Nesses dois projetos em execução pelo escritório Jardim & Sperb Arquitetura, as varandas das salas estão sendo transformada em brinquedoteca. “Essa é uma boa opção para que a família possa estar próxima às crianças, usando a sala, enquanto elas brincam na varanda”, comentam as arquitetas

Melina Mundim arremata explicando que o mais importante no layout da brinquedoteca é a satisfação da criança. “O ideal é ser mais lúdico e colorido, com os brinquedos de fácil acesso, para que as crianças brinquem de maneira confortável”, encerra.

Por Mão Dupla Comunicação

Foto destacada: Rodrigo Tozzi | Projetado pela designer Melina Mundim, a varanda desse quarto foi transformada em brinquedoteca somente depois do fechamento de vidro e da colocação de redes para proteção da criança.

About Mega Moveleiros

Portal de notícias e negócios para marcenarias, indÚstrias e revendas do setor moveleiro no Brasil.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Scroll To Top